O CriAtividade® não recorre a modelos de “formação de formadores”, pois acreditamos que os formadores devem ter um perfil específico, ser altamente qualificados e ter pelo menos quatro anos de experiência, antes de formar outros.
São pessoas convidadas, de acordo com a demonstração de proficiência.

Assim, o modelo de formação do CriAtividade® passa por formar Mentores diretamente, em vez de intermediários insuficientemente preparados e inexperientes.

A formação dos Mentores pressupõe que a aprendizagem só acontece a partir da prática ativa, pelo que se espera que vivencie e pratique o que vai sendo ensinado. A transformação da aprendizagem do jovem, só acontece após o Mentor se apropriar dos princípios, e utilizar na sua própria vida.

O CriAtividade® também disponibiliza assistência técnica contínua através de consultoria individual dos Embaixadores.
Ocorre em momentos a agendar com recurso a contactos presenciais e/ou à distância (videoconferência, telefone e e-mail).

A implementação tem resultados melhores e mais sustentáveis, quando há forte suporte da Direção da Urbe CriAtividade® e pelos pais. Por isso, é importante que tanto os diretores como outras equipes de apoio, participem nas formações.


Processo de Capacitação e Certificação como Mentor CriAtividade®

Esta formação tem o intuito de, num equilíbrio entre teoria e prática, capacitar os participantes com uma abordagem sistémica, em processos e ferramentas que fomentam o talento individual e das organizações, de forma colaborativa e estratégica.

Será desenvolvida por um Formador CriAtividade®, em contexto de grupo, num ambiente presencial ou à distância, promovendo a aprendizagem pela experiência, com dinâmicas que facilitam a consolidação de processos de mudança.
Sempre que aqui nos referimos a formação, estamos a considerar o tempo de trabalho em grande grupo e de acompanhamento por parte do Embaixador.

Módulo 1 – Aceito o Desafio!

Conteúdos/Objetivos:

– Conceito de criatividade e sua aplicabilidade.
– Análise sistémica da criatividade.
– Caraterísticas das pessoas criativas.
– Potenciadores e bloqueadores da criatividade.
– Modelos de constituição de equipas potenciadoras de inovação.
– Compreender os processos de pensamento divergente.
– Compreender os processos de pensamento convergente.
– Treinar ferramentas de pensamento divergente.
– Treinar ferramentas de pensamento convergente.
– Aplicar conceitos e estratégias ao contexto individual/pessoal.-

Duração

– Formação presencial e/ou à distância
– 25h formação​
– A formação contempla aprendizagem de conteúdos, apoio pedagógico na implementação, monitorização e reflexão da aplicação prática dos conteúdos (aprender fazendo).


Modulo 2 – Capacitação Mentor CriAtividade®

Conteúdos/objetivos

– Conhecer a metodologia Creative Problem Solving.
– Aplicar a metodologia CPS a um caso prático generalista.
– Identificar os princípios para funcionamento da Comunicação Igualitária.
– Aprender a aplicar ferramentas criativas e analíticas com maior uso nas abordagens Creative Problem Solving, para o entendimento de problemas de diversas naturezas e identificação das melhores soluções.
– Criar/adaptar materiais pedagógicos a serem usados nas sessões com os jovens com quem trabalhará (CriAtivos).

Duração

– Formação presencial e/ou à distância
– 25h formação​
– A formação contempla aprendizagem de conteúdos, apoio pedagógico na implementação, monitorização e reflexão da aplicação prática dos conteúdos (aprender fazendo).
– Pré-requisito: ter obtido proficiência no Módulos 1


Modulo 3 – Certificação Mentor CriAtividade®

Indispensável para Mentores que pretendam participar no Campeonato Nacional do ano em curso.

Conteúdos/objetivos

– Aplicar o Creative Problem Solving na resolução dos desafios do Destination Imagination ou do Future Problem Solving Program.

– Aprofundar as metodologias e estratégias numa perspetiva de mentorar jovens com experiência  e/ou que pretendem participar no Campeonato Nacional.

Duração

– Formação presencial e/ou à distância
– 16h formação
– A formação contempla aprendizagem de conteúdos, apoio pedagógico na implementação, monitorização e reflexão da aplicação prática dos conteúdos (aprender fazendo).
– Pré-requisito: ter obtido proficiência nos Módulos 1 e 2

 

A obtenção do Nível 2 e 3 dependem de possuir o perfil adequado e da demonstração de proficiência.
Exemplo de métodos a serem utilizados para análise de proficiência: simulação pedagógica; participação do Mentor na competição; portfólio; autoscopia.